Para submeter artigos para publicação é necessário possuir uma conta de usuário registrada no site. O cadastro é gratuito e as informações fornecidas são protegidas de acordo com nossa Política de Privacidade. Usuários cadastrados têm acesso a uma área privada onde é possível alterar dados pessoais e acompanhar o andamento de submissões. Os pareceres referentes a artigos rejeitados ou aprovados condicionalmente também podem ser consultados nesta área.

Para realizar uma submissão, você deve ser doutorando regularmente inscrito em programa de pós-graduação ou pesquisador com o grau de doutor ou superior.

A seção principal da revista opera com sistema de chamada permanente: textos podem ser submetidos para publicação a qualquer instante, através da área apropriada deste site. Antes de enviar o seu trabalho, leia atentamente as nossas Políticas editoriais, e certifique-se de que o arquivo enviado encontra-se formatado adequadamente, conforme indicado a seguir.

Guia de estilo

  • Os artigos devem ser enviados para publicação em arquivo de texto padrão Microsoft Word ou Open Document (doc, docx, odt). Submissões de arquivos de tipos diferentes (pdf, imagens, sons, etc.) serão automaticamente canceladas.
  • O texto deve conter entre 10 e 20 páginas, tamanho A4, com margem de 2,5cm em todos os lados. Para publicar textos maiores entre em contato com os editores.
  • Utilizar fonte “Times New Roman”, parágrafos justificados e espaçamento 1,5. Para o corpo do texto, utilizar tamanho 12; para citações longas, tamanho 11 e recuo de 4cm à esquerda; para notas, tamanho 10.
  • Utilizar apenas notas de rodapé, e não notas de fim.
  • O texto não deve conter caracteres de alfabetos não latinos. O autor deve transliterar citações em idiomas que contenham tais caracteres.

Citações

Ao utilizar citações, a referência deve ser incluída em nota de rodapé segundo o formato abreviado: AUTOR, ano, página.

  • Não utilizar referências interpoladas no texto, entre parênteses (formato Chicago).
  • Não incluir referências completas de obras em notas.
  • Não utilizar expressões para omissão de dados, tais como “Idem”, “Ibidem”, “Op.cit.”.
  • Observar o espaço após as vírgulas e após a expressão “p.”.

ERRADO
Para Hegel, portanto, “o nome estética decerto não é propriamente de todo adequado para este objeto” (HEGEL, 2001, p. 27).

CORRETO
Para Hegel, portanto, “o nome estética decerto não é propriamente de todo adequado para este objeto”.1

1HEGEL, 2001, p. 27.

Posição da chamada de nota de rodapé

A chamada da nota de rodapé deve ser incluída após o ponto final e antes de qualquer outro sinal de pontuação.

    • ERRADO
      Não há, assim, "outras substâncias espirituais"1.
      Não há, assim, "outras substâncias espirituais."1
      Não há, assim, "outras substâncias espirituais",1 sugere o autor.
      Não há, assim, "outras substâncias espirituais,"1 sugere o autor.
    • CORRETO
      Não há, assim, "outras substâncias espirituais".1
      Não há, assim, "outras substâncias espirituais"1, sugere o autor.

Referências

As referências completas de todas as obras citadas no texto, bem como de quaisquer obras adicionais que o autor julgue pertinente indicar, devem ser listadas ao final do artigo, em uma seção intitulada “Referências bibliográficas”.

      • Não abreviar o primeiro nome do autor.
      • Incluir a paginação de artigos e capítulos.
      • Para omitir o autor em várias entradas consecutivas, utilizar 5 toques de sobrescrito (“_____.”).
      • Ao citar artigos incluir, sempre que possível, volume (“v. ”), número (“n. ”) e período do periódico (entre parênteses).
      • Não abreviar informações adicionais nas referências bibliográficas
        (ERRADO: Trad. Jaimir Conte; CORRETO: Tradução de Jaimir Conte).

LIVRO
NIETZSCHE, Friedrich. O nascimento da tragédia. Tradução de J. Guinsburg. São Paulo: Companhia das Letras, 2003.

ARTIGO
GUYER, Paul. “Feeling and Freedom: Kant on Aesthetics and Morality”. The Journal of Aesthetics and Art Criticism, v. 48, n. 2 (Spring, 1990), p. 137-146.

CAPÍTULO
BELL, Martin. “Hume on Causation”. In: NORTON, David F.; TAYLOR, Jacqueline (orgs.). The Cambridge Companion to Hume. Cambridge: Cambridge University, 2009, p. 40-69.

Capitalização de títulos

Utilizar as regras abaixo e, nos demais casos, conforme redigido no exemplar consultado.

    • Português, francês, espanhol, italiano e demais línguas latinas: capitalizar apenas a primeira letra
      (ERRADO: O Nascimento da Tragédia; CORRETO: O nascimento da tragédia).
    • Inglês: capitalizar, além da primeira letra, todas as palavras exceto artigos e preposições
      (ERRADO: An Essay Towards a new Theory of vision; CORRETO: An Essay towards a New Theory of Vision).
    • Alemão: capitalizar, além da primeira letra, todos os substantivos e nomes próprios
      (ERRADO: Sein und zeit; CORRETO: Sein und Zeit).