Primo Levi, Reason, Narration, Blanks
Jeanne Marie Gagnebin
Universidade de Campinas (UNICAMP)
Campinas, Brazil
GAGNEBIN, Jeanne Marie. “Primo Levi, razão, narração, lacunas”. Viso: Cadernos de estética aplicada, v. 15, n° 29 (jul-dec/2021), p. 451-463.
Accepted: 01/13/2022 · Published: 01/30/2022
Primo Levi, razão, narração, lacunas

O artigo defende a hipótese de que talvez o impacto maior dos testemunhos dos livros de Primo Levi venha de seu tom sóbrio, preciso, quase neutro, típico de uma descrição orientada pela racionalidade iluminista, pela Aufklärung, mas, ao mesmo tempo, desprovida do otimismo latente que costumava acompanhar tal confiança na razão. Uma linguagem clara, uma sintaxe clássica, que combinam sem problema com situações absurdas e cruéis, com a impossibilidade de qualquer previsão. Como em Kafka, que Levi traduziu, entendemos tudo, mas não parece existir nenhuma significação determinada.

Palavras-chave:
Primo Levi; literatura de testemunho; Aufklärung; racionalidade
Primo Levi, Reason, Narration, Blanks

The article defends the hypothesis that perhaps the greatest impact of the testimonies of Primo Levi's books comes from their sober, precise, almost neutral tone, typical of a description guided by Enlightenment rationality, by the Aufklärung, but, at the same time, devoid of the latent optimism that used to accompany such reliance on reason. A clear language, a classic syntax, which combine without problem with absurd and cruel situations, with the impossibility of any prediction. As in Kafka, which Levi translated, we understand everything, but there doesn't seem to be any particular meaning.

Keywords:
Primo Levi; testimonial literature; Aufklärung; rationality