Narcisism and self-criticism in Coletivo Bruto’s Shame (Antidocumentarytheatre 2)
Artur Kon
Universidade de São Paulo (USP)
Sao Paulo, Brazil
KON, Artur. “Narcisismo e autocrítica em Vergonha, do Coletivo Bruto (Antiteatrodocumentário 2)”. Viso: Cadernos de estética aplicada, v. 13, n° 24 (jan-jun/2019), p. 66-87.
Accepted: 08/05/2018 · Published: 06/30/2019
Narcisismo e autocrítica em Vergonha, do Coletivo Bruto (Antiteatrodocumentário 2)

O ensaio busca descrever, analisar e interpretar Vergonha, obra teatral encenada pelo Coletivo Bruto em Piracicaba em outubro de 2016. Com isso, visamos refletir sobre as potencialidades de expandir o teatro documentário para além de sua forma mais habitual, exibicionista, individualista e melodramática, devolvendo ao teatro sua força não de ser real, mas de enfrentar um Real além da mera realidade, para melhor pensar o seu tempo.

Palavras-chave:
teatro contemporâneo; estética e política; teatro brasileiro; teatro documentário
Narcisism and self-criticism in Coletivo Bruto’s Shame (Antidocumentarytheatre 2)

This essay intends to describe, analyse and interpret Shame, a theatrical work staged by Coletivo Bruto in October 2016 in Piracicaba (Brazil), in order to consider the possibilities of expanding documentary theatre beyond its most usual, exhibitionistic, individualistic and melodramatic form, returning to theatre its power not of being real, but of confronting a Real beyond mere reality, in order to better think its time.

Keywords:
comtemporary theater; aesthetics and politics; Brazilian theater; documentary theater