João Cabral de Melo Neto e o conceito de profundidade
Cristiano Perius
Universidade Estadual de Maringá (UEM)
Maringá (PE)
PERIUS, Cristiano. “João Cabral de Melo Neto e o conceito de profundidade”. Viso: Cadernos de estética aplicada, v. 13, n° 24 (jan-jun/2019), p. 88-132.
Aprovado: 19/01/2019 · Publicado: 30/06/2019
João Cabral de Melo Neto e o conceito de profundidade

Este ensaio visa compreender a obra poética de João Cabral de Melo Neto a partir do conceito de profundidade, de Maurice Merleau-Ponty, utilizado como chave hermenêutica. Respeitando a autonomia de imagens que não se traduzem em conceitos, a fenomenologia é mobilizada de forma a acompanhar a experiência poética em seu próprio teor heurístico. É neste sentido que as características da poesia de João Cabral aparecem e são analisadas, como a antilírica, a metalinguagem e o engajamento social. Apesar da afinidade temática com a poesia de Carlos Drummond de Andrade, que retira a poesia das coisas, a semelhança é apenas aparente. A poesia de João Cabral compreende o conceito de profundidade, que atua por camadas, graus ou níveis de sedimentação linguística. A profundidade resulta do exercício de escavação com palavras que adquirem espessura semântica. Efeito do trabalho de mineração poética, o valor das imagens é descrito a partir de certas palavras, sempre as mesmas, mas que reverberam sobre as demais. A fim de descrever o profundo, as palavras escolhidas para a análise são: pedra, faca, cabra e cão.

Palavras-chave:
João Cabral de Melo Neto; Maurice Merleau-Ponty; poesia; fenomenologia; ontologia
João Cabral de Melo Neto and the Concept of Profundity

This essay aims to study the poetic work of João Cabral de Melo Neto using the concept of depth, by Maurice Merleau-Ponty, employed as a hermeneutical key. Respecting the autonomy of images that cannot be reduced to concepts, phenomenology is used in order to accompany the poetic experience in its own heuristic content. It is in this sense that the characteristics of João Cabral's poetry appear and are analyzed; characteristics such as the anti-lyric, the metalanguage and the social engagement. Despite the thematic affinity with the poetry of Carlos Drummond de Andrade, whose poetry is inspired by things, the resemblance is only apparent. The poetry of João Cabral understands the concept of depth that operates by layers, degrees or levels of linguistic sedimentation. Depth results from the excavation exercise with words that acquire semantic thickness. As an effect of the work of poetic mining, the value of the images is described using specific words, always the same, words that stand out over the others. In this essay, the analyzed words are: stone, knife, goat and dog.

Keywords:
Joao Cabral de Melo Neto; Maurice Merleau-Ponty; poetry; phenomenology; ontology