Sísifo infeliz No intenso agora
Patrick Pessoa
Universidade Federal Fluminense (UFF)
Niterói (RJ)
PESSOA, Patrick. “Sísifo infeliz No intenso agora”. Viso: Cadernos de estética aplicada, v. 12, n° 23 (jul-dez/2018), p. 334-344.
Aprovado: 01/11/2018 · Publicado: 27/12/2018
Sísifo infeliz No intenso agora

No intenso agora é uma meditação sobre o suicídio baseada em uma perspectiva anti-psicológica, de fortes tintas existencialistas. O mito de Sísifo, de Camus, é a obra filosófica com a qual o filme dialoga mais diretamente. Para defender esta tese, o filme de João Moreira Salles é inserido no contexto de um debate cinematográfico sobre as relações entre o suicídio e a política que inclui uma breve análise dos seguintes filmes: Trinta anos esta noite, de Louis Malle; O inquilino, de Roman Polanski; Os amantes constantes, de Phillipe Garrel; e Morrer aos trinta anos, de Romain Goupil, filme preferido de Salles sobre o período.

Palavras-chave:
suicídio; Goupil; Camus; mito de Sísifo
Unhappy Sisyphus In the Intense Now

In the Intense Now is a meditation on suicide based on an anti-psychological perspective, of strong existentialist influence. Camu’s The Myth of Sisyphus is the philosophical work with which the film dialogues more directly. In order to defend this thesis, the film by João Moreira Salles is inserted in the context of a cinematographic debate about the relations between suicide and politics that includes a brief analysis of the following films: Le feu follet, by Louis Malle; The Tenant, by Roman Polanski; Phillipe Garrel's Constant Lovers; and Mourir à trente ans by Romain Goupil, Salles' favorite film about the period.

Keywords:
suicide; Goupil; Camus; myth of Sisyphus