Filósofos Perversos e Inúteis: o desafio de Adimanto e a comédia aristofânica
Luisa Buarque
Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro (PUC-Rio)
Rio de Janeiro (RJ)
BUARQUE, Luisa. “Filósofos Perversos e Inúteis: o desafio de Adimanto e a comédia aristofânica”. Viso: Cadernos de estética aplicada, v. 8, n° 15 (2014), p. 1-16.
Aprovado: 14/08/2014 · Publicado: 31/01/2015
Filósofos Perversos e Inúteis: o desafio de Adimanto e a comédia aristofânica

No passo 487b do sexto livro da República, Adimanto interrompe a fala de Sócrates com uma espécie de desafio, exposto, grosso modo, da seguinte forma: os fatos mostram que os que se dedicaram à filosofia quando eram novos, e persistiram nesses estudos, tornaram-se, ou bem perversos, ou bem inúteis para a cidade; seria possível defender a filosofia de tal acusação? As duas acusações apontadas por Adimanto, inutilidade e perversidade, podem ser utilizadas, não por acaso, para resumir as características do Sócrates aristofânico de Nuvens. O presente artigo se propõe a desenvolver algumas possíveis relações entre a famosa comédia de Aristófanes e a defesa socrática que se segue ao desafio de Adimanto, que ocupa boa parte do Livro VI da República platônica.

Palavras-chave:
Platão; Aristófanes; República; Comédia
Perverse and Useless Philosophers: Adeimantus' Challenge and Aristophanic Comedy

In excerpt 487b of the sixth book of The Republic, Adeimantus interrupts Socrates with a kind of challenge, put roughly as follows:  the facts show that those who dedicated themselves to philosophy when they were young, and subsequently carried on with their studies, became either perverse or useless to the city.  Would it be possible to defend philosophy from such accusation? The two allegations pointed out by Adeimantus, namely worthlessness and perversity may be used, not incidentally, to summarize the Aristophanic Socrates in Clouds. This paper aims to develop a few possible links between Aristophanes’ famous comedy and the Socratic defense that follows Adeimantus’ challenge, developed throughout a significant part of Book VI of The Republic.

Keywords:
Plato; Aristophanes; Republic; Comedy