A bela alma e a estética goethiana do símbolo
Wilma Patrícia Maas
Universidade Estadual Paulista (UNESP)
São Paulo (SP)
MAAS, Wilma Patrícia. “A bela alma e a estética goethiana do símbolo”. Viso: Cadernos de estética aplicada, v. 4, n° 9 (jul-dez/2010), p. 136-146.
Aprovado: 26/07/2011 · Publicado: 17/08/2011
A bela alma e a estética goethiana do símbolo

Pretende-se acompanhar o desenvolvimento do pensamento estético de Goethe entre os anos de 1780 e 1790 paralelamente a sua expressão no livro VI do romance Os anos de aprendizado de Wilhelm Meister (1795-1796), no qual se narra a trajetória da Bela Alma em direção ao progressivo abandono dos símbolos religiosos como suporte sensível da fé. Entende-se que a convivência de Goethe com Karl Philipp Moritz foi decisiva para a concepção dos ensaios “Sobre os objetos das artes plásticas” (1797) e “Imitação simples, maneira, estilo” (1789), fundamentais para a constituição do pensamento estético de Goethe à época.

Palavras-chave:
Goethe; bela alma; Karl Philipp Moritz; símbolo; imitação
The “Beautiful Soul” and Goethe’s Aesthetics of Symbol

We want to follow the development of Goethe’s aesthetical thinking between 1780 and 1790 as configured in Book VI of Goethe’s Novel Wilhelm Meister’s Apprenticeship Years (1795-1796), where the path of the Beautiful Soul towards the progressive abandon of religious symbols as sensuous support for faith is narrated. We understand that Goethe’s acquaintance with Karl Philipp Moritz in Rome played a major part in the conception of “On the Objects of the Plastic Arts” (1797) and “Simple Imitation of Nature, Manner, Stile” (1789), both fundamental texts for the comprehension of Goethe’s aesthetical thinking by that time.

Keywords:
Goethe; beautiful soul; Karl Philipp Moritz; symbol; imitation