Lamento de um artista: Doutor Fausto e a cultura alemã
Aléxia Bretas
Universidade de São Paulo (USP)
São Paulo (SP)
BRETAS, Aléxia. “Lamento de um artista: Doutor Fausto e a cultura alemã”. Viso: Cadernos de estética aplicada, v. 4, n° 9 (jul-dez/2010), p. 104-122.
Aprovado: 24/07/2011 · Publicado: 17/08/2011
Lamento de um artista: Doutor Fausto e a cultura alemã

Este texto pretende rever a obra Doutor Fausto, de Thomas Mann, à luz de sua relação inextrincável com a história, a cultura e o pensamento alemão, aqui representado por alguns de seus maiores ícones – como é o caso de Goethe e Dürer, por exemplo. Trata-se não apenas de oferecer uma leitura filosoficamente informada de um dos grandes clássicos da literatura universal, mas, sobretudo, de iluminar a via de mão dupla aberta entre as artes e a reflexão sobre elas, através do consórcio mediado entre as dimensões da literatura, da música e da estética. Para isso, a apropriação das ideias de Kierkegaard, Nietzsche e Adorno no âmago mesmo de sua forma artística desempenha um papel de suma importância em sua recepção crítica.

Palavras-chave:
Doutor Fausto; Thomas Mann; cultura alemã; demoníaco; música
The Lament of an Artist: Doctor Faustus and German Culture

This text aims to review the novel Doctor Faustus, by Thomas Mann, in the light of its indissoluble relation to German history, culture and thought, here represented by some of its greatest icons – such as Goethe and Dürer. Its purpose is not only to provide a philosophically informed reading of one of the most remarkable classics of the universal literature, but also to illuminate the interface between Arts and the reflection about them, by way of a mediated interchange among Literature, Music and Aesthetics. In this sense, the appropriation of Kierkegaard’s, Nietzsche’s and Adorno’s ideas in the own core of its artistic form plays a role of huge importance in its critical reception.

Keywords:
Doctor Faustus; Thomas Mann; German culture; demoniac; music